Carrinho

Notícias

Início/Destaques/E.S. Costa de Prata já tem hino para 2018

E.S. Costa de Prata já tem hino para 2018

No último sábado, dia 28 de outubro, a Escola de Samba Costa de Prata viveu uma noite de grandes emoções.

A festa, que teve lugar na Aldeia do Carnaval, teve como mote o Concurso de Sambas Enredo e apresentação do casal de Porta-Bandeira e Mestre-Sala para o Carnaval 2018.

Com 6 sambas concorrentes, a Costa de Prata recorreu a um ilustre painel de jurados para levarem a cabo a difícil tarefa de determinar qual o “hino” que acompanharia a Escola na avenida.

O primeiro samba a ser apresentado foi, precisamente, o samba-concorrente nº 1 composto por Rui Freitas e Hernâni Mota. Seguiu-se o samba-concorrente nº 2 da autoria de Rui Pedro e Bernardo Libório e, logo de seguida, foi a vez de se ouvir a composição de João Ribeiro e Rui Barbas ao apresentarem o samba concorrente nº5. A segunda metade da apresentação iniciou-se com o samba-concorrente nº6, composto por Sérgio Chipelo, ao que se seguiu o samba concorrente nº3, tendo Ellis Zottesso e Hugo Alho como compositores. Por fim, foi a vez do samba concorrente nº4 subir a palco, composição de Pedro Pinho.

Até este momento, mal sabiam os espectadores que as emoções estavam longe de terminar.

O casal de porta-bandeira e mestre-sala para o Carnaval 2018 subiu ao palco para presentear o público com uma atuação emotiva, delicada e talentosa. A prestação de Lia Rocha e Gualter Boavida não deixou ninguém indiferente, tendo demonstrado que o estandarte da Escola de Samba Costa de Prata estará, sem dúvida, em boas mãos no próximo carnaval.

PB__2018

E a maior surpresa estava prestes a chegar. Rui Mané, nome incontornável no nosso Carnaval e, em especial, da Costa de Prata, foi devidamente homenageado por todo o seu trabalho e dedicação à Associação, nomeadamente na Direção da Bateria – ocupava o lugar de Mestre desde o Carnaval 2004, passando agora o legado e assumindo outras funções na Escola. A Costa de Prata garantiu que é porque “as homenagens se fazem em vida” que preparou um texto carregado de amor e gratidão que ecoou por toda a sede e emocionou os presentes. Seguiu-se a entrega de uma lembrança, terminando com Rui Mané, ao som do seu apito, a comandar uma última vez a bateria da Pioneira – Comando Vermelho.

MANE_18

E, finalmente, chegou a parte porque todos ansiavam: o veredicto. O Samba Popular eleito pelos associados foi o samba-concorrente nº2 (compositores: Rui Pedro e Bernardo Libório) e o Samba-Enredo vencedor para o Carnaval 2018 foi o samba- concorrente nº6 (compositor: Sérgio Chipelo).

A festa contou com a animação do DJ John Santo.

É certo que até ao Carnaval não se pensará noutra coisa que não seja “O Mito da Maldição”.